OS REALIZADORES

O Instituto BRF acredita no esporte como uma importante ferramenta para promover a inclusão e reduzir a vulnerabilidade social e a violência nas comunidades. Desta forma, lança o Edital Vida Melhor com Esporte IBRF 2021 para patrocinar projetos relacionados a este objetivo por meio da destinação de parte do ICMS da BRF S/A.

Por este motivo, somente podem participar projetos já aprovados nas Leis de Incentivo ao Esporte dos Estados de Minas Gerais, Pernambuco e São Paulo, ou que serão aprovados na Lei de Incentivo ao Esporte do Estado do Rio de Janeiro.




Inclusão social

Projetos voltados ao público em situação de vulnerabilidade social e econômica, que tenham como objetivo a participação e inclusão social de seus participantes, de modo a superar a discriminação e as barreiras socioeconômicas, e ampliar as oportunidades de acesso, de educação e de participação social.



Esporte e Educação

Projetos de iniciação esportiva para crianças e adolescentes, cujas atividades são ofertadas no como complemento à grade curricular, executados tanto em escolas públicas, como em Organizações da Sociedade Civil ou outros espaços públicos, e que trabalhem com o conceito de Educação Integral.



Desenvolvimento Integral

Projetos que façam uso do esporte como ferramenta para o desenvolvimento integral dos beneficiados. Podem ser executados em quaisquer espaços, voltados a qualquer público em situação de vulnerabilidade, desde que trabalhem de forma integral as capacidades física, mental, emocional e social.



Formação e Capacitação de Educadores

Projetos cujas principais atividades estão voltadas à qualificação da equipe envolvida em projetos socio-esportivos, incluindo professores de educação física da rede pública de ensino, visando promover a educação integral dos beneficiados.

Quem pode participar

Organizações da Sociedade Civil, sem fins lucrativos, brasileiras, registradas há, no mínimo, 2 anos.

Prefeituras e outras instituições públicas e autarquias da esfera municipal, desde que sua participação esteja prevista na Lei Estadual de Incentivo ao Esporte do Estado.





SERÃO PRIORIZADOS PROJETOS:


• Que permitam que colaboradores da BRF participem como voluntários em ações e campanhas do projeto e/ou da organização;

• Que sejam executados por organizações que trabalham em rede, e/ou que se articulam com outros atores sociais (em especial atores públicos) para o fortalecimento da inclusão do público em situação de vulnerabilidade;

• Que aconteçam em territórios vulneráveis, como periferias, áreas rurais, e/ou de baixa renda;

• Que possuam recortes específicos e/ou ações afirmativas para grupos em situação de vulnerabilidade, como mulheres, Pessoas Com Deficiência, LGBTQIA+, pessoas negras e pardas, povos indígenas e tradicionais, refugiados etc.;

• Que prevejam ações e/ou medidas de acessibilidade tanto aos profissionais envolvidos, quanto ao público beneficiado;

• Que sejam executados em, pelo menos, um dos seguintes municípios: Recife ou Vitória de Santo Antão, no Estado de Pernambuco; Arceburgo, Ribeirão das Neves, Uberlândia ou Contagem, no Estado de Minas Gerais; Duque de Caxias, Rio de Janeiro, ou Seropédica, no Estado do Rio de Janeiro; e São Paulo, Jundiaí, Embu das Artes, Bauru, São José dos Campos, Brotas, Rio Claro e Tatuí no Estado de São Paulo.

Para informações e esclarecimentos de dúvidas sobre o conteúdo deste edital, sugerimos, inicialmente, a leitura do Regulamento. Se ainda assim restarem dúvidas, envie uma mensagem ao e-mail editaisibrf@prosas.com.br

Anexos & Complementares

Atualização

Conteúdo

Download PDF

03/11/2020

Anexo I - Regulamento - Edital Esporte IBRF 2021

Download PDF

03/11/2020

Anexo II - Manual de Transparência

Download PDF

03/11/2020

Anexo III - Código de Conduta para Parceiros de Negócio da BRF

Arquivos relacionados ao edital:

- O Anexo I possui o regulamento completo;

- O Anexo II possui o Manual de Transparência da BRF;

- O Anexo III possui o Código de Conduta para Parceiros de Negócio da BRF.


Etapas do processo seletivo

1) Análise eliminatória:
análise do cumprimento dos requisitos previstos no regulamento;

2) Análise técnica classificatória:
realizada com projetos aprovados na etapa anterior, respeitando os critérios de seleção previstos no regulamento (e listados ao lado);

3) Análise documental:
realizada com os projetos melhor classificados na etapa anterior e baseada na regularidade dos documentos informados no regulamento;

4) Análise final:
realizada com os projetos melhor classificados na etapa anterior e baseada na regularidade dos documentos informados no regulamento;

Critérios de seleção

Durante a etapa de análise técnica, serão utilizados os seguintes critérios para a classificação dos projetos:

• Capacidade técnica e operacional da organização: Serão avaliados aspectos técnicos gerais da organização. Ela deve apresentar conhecimento sobre a localidade, sobre o público atendido, capacidade de execução do projeto enviado, experiência na temática e transparência de suas ações;

• Viabilidade operacional e financeira do projeto: Serão avaliados aspectos técnicos gerais do Plano de Trabalho do projeto. Ele deve ser coerente com o problema social a ser enfrentado, demonstrar relação causal entre atividades e objetivos, e ter coerência orçamentária com as ações previstas;

• Inclusão Social: O projeto deve demonstrar a capacidade de incluir e desenvolver seu público beneficiado por meio da prática esportiva, diminuindo as barreiras socioeconômicas enfrentadas por ele e atuando na construção de uma sociedade mais igualitária;

• Potencial de Impacto: Espera-se que o projeto gere um impacto positivo, concreto e eficaz ao público atendido, à comunidade, e/ou à organização social proponente. Serão priorizados projetos que deixem um legado no território (como ampliação de conhecimentos, fortalecimento de redes, melhoria de capacidades institucionais, dentre outros);

• Capacidade de Mobilização: É importante que a organização conheça a realidade do público beneficiado e tenha experiência em se comunicar com ele e em o mobilizar. Será considerado um diferencial as organizações que atuam em rede com outros atores sociais, como a própria comunidade, com o poder público, com outras organizações, etc.;

INSCRIÇÕES ENCERRADAS!

OS RESULTADOS SERÃO DIVULGADOS EM BREVE NESTA PÁGINA